8 comentários:
De Lala a 1 de Setembro de 2008 às 08:56
Obrigado Joanina
Amiga do coração
Se esta veia atina
Vou lhe ganhar afeição

Rimar não é dificil afinal
É coisa simples e brejeira
Isto é giro, é genial
Viva a nossa Ilha Terceira.

A Terceira tem tradições
Festas e romarias
Que alegram os corações
Por estas nossas freguesias.

Olha eu prá qui a rimar
Já lhe estou a tomar o jeito
Com a crise que me estar a dar
Outra coisa não tenho feito.


A Andorinha da Terceira
( Será que me é permitido juntar ao grupo???)

De Rosa Silva ("Azoriana") a 1 de Setembro de 2008 às 11:47
E já apanhaste o jeito,
Bem fácil é concerteza;
Sentes o gosto do feito
E rimas com mais destreza.

Se contares pelos dedos
Em redondilha maior,
Garanto, não terás medos,
E cantarás do melhor.

Um-dois-três e até sete,
Vê lá como agora fiz:
Nenhum termo se repete
E fica a quadra feliz.

Verbos e adjectivos,
Nomes e tudo à mistura,
Serão sempre bons motivos
Para a nova partitura.

Uma resposta perfeita
Para uma desgarrada:
É contares a quadra feita
Antes de ti começada.

Depois segues a cantar...
Andorinha, faz-se trio:
À Cagarra vais-te juntar
E à Melra Preta, com brio.

Opinar