7 comentários:
De estreladosul a 7 de Maio de 2008 às 00:41



E depoiss no meio dakele vai e vem de paixao, aparece o policia, e vai tudo para a prisao. Que balde de agua gelada. eh eh eh
Mas esta engraçado, bem imaginado.

"Amigos são como como o vento.
às vezes perto, outras longe,
mas eternos em nossos corações"

Uma optima semana

Abraço amigo

Mario Rodrigues
De Lala a 7 de Maio de 2008 às 10:54
Olá Mário.
Obrigado pela visita.
Pois, não tinha imaginado uma cena dessas, mas ia ser interessante.
No meio do entusiasmo aparecer a polícia.
Acabava-se a festa.

Bjocas.
Lala

" A verdadeira amizade é aquela que a lembrança não apaga, a distancia não separa, a maldade não destrói."
De estreladosul a 7 de Maio de 2008 às 00:42


Depois aparece o policia, e a paixao vai de braço dado com o amor para a esquadra. eh eh eh
Bem imaginado e escrito.

"Amigos são como como o vento.
às vezes perto, outras longe,
mas eternos em nossos corações"

Uma optima semana

Abraço amigo

Mario Rodrigues
De samueldabo a 7 de Maio de 2008 às 01:38
Fogo, Carla (Lala)..
Se Angra virou paixão e há sombras nas ruas onde desfrutar da paixão, vou já para aí. É só marcar o avião.
A história atinge os desejos de emancipaçõao de uma certa mentalidade moderna. É erótica e mostra a prática actual dos engates e seduções ,já não só de homens.
Um beijo de amigo
De Lala a 7 de Maio de 2008 às 10:57
Hi! Hi! Hi!
Angra escalda pelas ruas escuras.
Nas esquinas enluaradas, os casalinhos arrulham como os pombos.
Chegou a primavera, é assim o amor e a paixão.

Bjocas no coração.
Lala
De NEOABJECCIONISMO a 7 de Maio de 2008 às 14:43
Olá.
Voltaste a excitar o que me imagino em reflexos de mim, a linguagem explicita que ofende a púdica e hipócrita gente mesquinha que nos cerca de olhos acesos e ouvidos moucos à razão.
Beijos
De Lala a 7 de Maio de 2008 às 15:30
Olá.
Pois é.
Mas também já recebi criticas de pessoas que não sabem destinguir a realidade da ficção.
Lamento que seja assim.
Não queria ofender ninguém.
Bjocas.
Lala

Opinar