4 comentários:
De Cintia guerreira a 28 de Abril de 2008 às 11:57
Oi minha amiguinha, que triste ese post, graças a Deus disso meus filhos não tem de reclamar de mim, sabe ao ler essa cartinha ou poema não sei como chamar, confesso que chorei, muitos pais e mães acabam deixando seus filhos de lado por causa do trabalho e não veem o tempo precioso que estão perdendo, me fez lembrar tbm da pequena Izabela, que foi tirada desse mundo sem ao menos ter a chance de viver......espero que muitos possam ler esse post e refletir no tempo precioso que temos ao lado de nossos filhos e que por muitas vezes despresamos.....se me autorizar gostaria de postar no meu blog para que essa história seja divulgada pela blogosfera, e que venha a tocar no coração de muitos pais.....tenha um ótimo dia....beijossss
De Lala a 5 de Maio de 2008 às 09:52
Pois amiga.
As vidas hoje e, dia, são tão corridas, que nos esquecemos de dar importância àquilo que verdadeiramente interessa: Os nossos filhos, e que nós mais amamos.
Espero que este poema sirva de alerta, para todos nós.
Bjocas.
Lala
De samueldabo a 5 de Maio de 2008 às 08:59
Amiga.
Lala (Carla)
O poema alerta. O poema destaca. A verdade dos dias que correm. Mal olhamos para nós. E não vemos nada, na ânsia de conquistar os bens terrenos.
E os meninos vão correndo, alegres, saltitando, a ver o sol chegar.
Um beijinho de amigo
De Lala a 5 de Maio de 2008 às 09:53
Olá Samuel.
Eu sei que as vidas são corridas.
Mas devemos tirar um pouco de nós, para dar aos outros, principalmente à carne da nossa carne.
Bjocas.
Lala

Opinar