Quinta-feira, 7 de Agosto de 2008

Como aspirar um gato...

Este video é muito util para todos aqueles que têm gatos em casa e se queixam do pelo que há sempre por toda a parte.

Só resta saber se os animais lá em casa vão achar graça ao novo método de limpeza.

 

 

Sinto-me: com piada

Música...

E agora para relaxar, depois das emoções do último post.

Aqui fica uma música que eu gosto muito, do Eros Ramazzoti e da Anastacia.

Espero que gostem.

Bjinhos.

Lala

 

 

Sinto-me: In love
Música: I belong to you - Eros Ramazzoti e Anastacia
tags:
Publicado por Lala às 14:57

Link do post | Dê Opinião | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 5 de Agosto de 2008

Escaldante...

 

Olá.

Já há algum tempo que não escrevo uma das minhas histórias picantes.

Pois bem... hoje apecete-me, por isso aqui vai.

 

                                       

                                                                                      (Imagem tirada da net)

 

Era um fim de tarde de um Verão sombrio e nada solarengo.

Mafalda, em casa, entediada e sem nada interessante para fazer, resolve navegar na net.

Já há algum tempo que não visitava alguns blogs amigos.

Sentou-se à secretária, abriu o PC e foi por ali fora, sem destino aparente.

Visita aqui, comentário ali, quando se deparou com um blog que sempre lhe chamara bastante à atenção, pela falta de pudor e pela sinceridade com que tratava de um tema algo tabu, o sexo.

Foi lendo post atrás de post, como sempre a autora era mordás e bastante promenorizada nas discrições que fazia, de todas as situações.

As histórias apimentadas e bem explícitas, começaram-na a deixar quente, verdadeiramente a escaldar.

Cenas de sexo hetero e mesmo algumas de lesbianismo.

O promenor em que estas eram descritas, começaram a deixar Mafalda inquieta, com a respiração acelerada e o coração a palpitar.

Sentia-se uma "voiere", era como se ela própria estivesse a assistir, tal era a quantidade de promenores.

Em dois tempos, tinha tirado a blusa e acariciava sensualmente os seus seios.

De post em post, a chama crescia, e Mafalda já não se conseguia controlar. Sentia-se "molhada", com a sua sexo aos "saltos".

Perdendo o pudor, Mafalda despe as calças e mete as mão por dentro das cuequinhas. Estava toda húmida, o tesão era enorme.

E lentamente, em pequenos toques começa a masturbar-se.

Era uma sensação diferente, já o tinha feito antes, mas nunca daquela forma.

Foi explorando o seu corpo e dando largas aos seus desejos.

Estava de tal forma embrenhada naquele mar de sensações, que nem deu pela chegada do companheiro.

Ele foi entrando devagarinho, e sentindo-se atraido por aquela imagem, de puro prazer e satisfação, aproximou-se devagarinho.

Mafalda assustou-se, sentiu-se envergonhada, quis parar.

Mas o companheiro incentivou-a a continuar:

- Não pares. Estou a gostar de te ver.

- Mas não ficas chateado?

- Claro que não! Até estou a gostar. Posso participar também?

- Claro meu amor.

Então, em gestos suaves e já sem vergonha alguma, Mafalda despe o companheiro e vai tocando o seu corpo firme e moreno.

- Que queres que te faça?

- Hoje és tu quem manda Mafalda. Faz comigo o que te apetecer.

Mafalda estava radiante.

Sem perder tempo, foi descendo pelo corpo do companheiro com carinho e sensualidade, beijando-o e mordiscando-o.

Depois, ajoelhando-se beija carinhosamente o membro já entumescido e húmido do companheiro.

Abre a boca suavemente e com movimentos de vai e vem enche de prazer aquele que ela ama.

As emoções estão ao rubro. Os corpos suados e a estremecer de prazer rolam pelo chão.

- Hoje é o teu dia. Vem. Deita-te de costas.

E descendo pelo corpo dela com caricias e beijos molhados, ele vai bebendo do corpo dela todos os sucos, todos os sabores.

Ela está em extase.

Estremece, vibra...

E finalmente, com um grito lacinante, deixa-se explodir num orgasmo doce e violento.

- Nunca tinha sentido nada assim.

- Ainda bem que gostaste.

- Mas tu não gozaste!

- Não faz mal. Hoje foi o teu dia. Estás feliz?

- Muito.

- Então temos de repetir esta experiência mais vezes.

- Amo-te muito, meu amor.

- Eu também.

 

                                               FIM

 

 

 

 

 

Sinto-me: Atrevida
Música: Cause to love you - Fingertips

Calor, cansaço e falta de inspiração...

 

Últimamente ando assim...

Meia em baixo, sem forças.

As férias não estão a ser como eu tinha pensado.

Como agora tenho dois trabalhos, e só estou de ferias de um, tenho trabalhado da mesma forma.

Levanto-me cedo, e o meu soninho da manhã faz-se tanta falta.

Nem o café e a Coca-Cola (passo a públicidade), me fazem efeito.

Não tenho ânimo para nada. No ano passado por esta altura, já estava com uma cor linda, brozeada e cheia de vida, este ano, estou mais branca que a Branca de Neve, e vida...

Bem, essa procura-se.

Se alguém a encontrar mande-a voltar que me está a fazer muita falta.

Bjocas para todos e continuação de um bom Verão para vocês.

 

 

Sinto-me: cansada
Música: o som do vento
Segunda-feira, 4 de Agosto de 2008

Alentejanos...

 

                                

 

Algures no Alentejo, na herdade do Manelito, ganadeiro, é época de cobrição. Jaquinita, jovem vizinha, e amiga lá da casa há muitos anos, assiste espantada ao acto, em vias de ser consumado entre um viril touro de 330 quilos e uma vaca. Manuelito, inspirado pelo momento libidinoso, não resiste e segreda ao ouvido da sua bela e jovem vizinha:
- Gostava tanto de poder fazer aquilo Jaquinita...
Ao que Jaquinita prontamente responde:
- E atão porque é que na fazes? A vaca é tua!

 

.

 

Dois Alentejanos vão fazer 1 piquenique....
- Vamos para ali... Para pé da àrvore...
- Não compadre, vamos para o meio da estrada...
- Para meio da estrada???
- Sim compadre, para o meio da estrada..
- Vossemecê não vê, é perigoso ir para meio da estrada...
- Não é nada...
- É sim compadre...
- Então venha lá comigo para meio da estrada… E depois vossemecê vê...
- Ta bem compadre, mas olhe que eu lhe avisei...
Bem lá foram os dois para estrada...
De repente vem 1 carro a 100 há hora, e para se desviar dos alentejanos bate na árvore que lá estava....
- Viu, viu! Se lá tivéssemos, talvez já não fosse vivo...

.

 

 

Uma pesquisadora do IFADAP bate a uma porta num montezinho perdido no interior do Alentejo e pergunta ao agricultor...
- Esta terra dá trigo?
- Nassenhora - responde o alentejano.
- Dá batata?
- Tamém não!
- Dá feijao?
- Nunca deuumm!
- Arroz?
- De manera nenhuma!
- Milho?
- Tá a gozar comigo?!
- Quer dizer que por aqui não adianta plantar nada?
- Ah! Se plantar já é diferente...

 

.

 

Conversa de dois Agricultores na Cooperativa Agrícola de Moura:
- Compadre, este ano vamos comprar uma máquina nova para apanhar azeitonas, que recolhe as azeitonas das árvores e até separa o caroço. Vamos poupar muita mão-de-obra.
- Ho compadre, e essa máquina também faz sexo?
- Ah! Isso nãoooo.
- Antão deixe lá compadre, e mande vir as senhoras do ano passado!

 

 

 

 

(Estas anedotas, não são, de forma nenhuma, para ofender o povo alentejano, são sim, forma de dar uma boas gargalhadas.)

Sinto-me: Alentejana
Música: Menina estás à janela - UHF
Sexta-feira, 1 de Agosto de 2008

JUSTIÇA - Os direitos da mulheres nas sociedades muçulmanas...

 

Segundo estimativas de 1998, a população feminina em África é de cerca de 50,5% da população. Sendo este continente maioritariamente muçulmano, nos seus países a Charia (lei islâmica) tem muito mais influencia que o Direito Civil, que rege o restante mundo, principalmente nas questões relativas às mulheres.

O facto de não haver uma harmonia entre as leis neste tipo de países leva a que as mulheres sejam principalmente confrontadas com problemas sociais e jurídicos relativos às suas actividades económicas, politicas, domésticas e sociais.

Em cada um destes países a estrutura jurídica do tipo europeu convive lado a lado com a estrutura jurídica nativa, muito influenciada pelos usos e costumes e pela tradição religiosa de cada país, sendo assim difícil de alterar certas mentalidades e maneiras de agir.

A diferença existente entre o estatuto jurídico oficial da mulher (referido nas leis comuns) e a sua vida real no dia a dia destas comunidades é enorme. A estas mulheres é-lhes atribuído um valor inferior, muitos vezes são consideradas inferiores até aos animais. Estas mulheres são vitimas de de discriminação quando se trata de leis tão simples sobre o matrimónio, o divórcio, a herança, a reprodução. A violência que estas mulheres sofrem diariamente é considerada normal perante a lei islâmica, e até incentivada como forma de disciplinar as mulheres, por isso as autoridades fazem vista grossa às queixas apresentadas pelas famílias das agredidas (porque a mulher não tem direito a se queixar pessoalmente). Estas mulheres sofrem ainda de mutilações genitais. Desde os finais dos anos 90, alguns governos, como no Mali e no Senegal, procuram estratégias para impedir a prática destes actos de verdadeira barbárie.

Estas mulheres, sofrem ainda com a falta de instrução e conhecimentos das leis básicas da convivência em comunidade devido à intransigência dos costumes locais.

Assim, é essencial a reforma das leis relativas ao estatuto jurídico da mulher se se quiser melhorar a vida das mulheres desta região.

 

Sinto-me: Revoltada

Seria tão diferente...

 

Seria tão diferente

se os sonhos de que a gente gosta

não terminassem tão de repente...

Seria tão diferente

se os bons momentos da vida

durassem eternamente...

Seria tão diferente

se a gente de que a gente gosta

gostasse um pouco da gente...

Seria tão diferente

se quando a gente chorasse

fosse só de contente...

Seria tão diferente

se a gente que a gente ama

sentisse o que a gente sente...

Mas... é tudo tão diferente...!

Os sonhos que a gente gosta

terminam tão de repente...

Os bons momentos da vida

não duram eternamente...

A gente de que a gente gosta

nem sempre gosta da gente...

Poucas vezes são de contente...

E a gente que a gente ama

não sente o mesmo que a gente...

Mas... poderia ser tão diferente...!

Dê-se uma chance diferente...!

Tente, ouse,

opte pela felicidade

e aí será diferente.

"Feliz aquele que acredita nos seus sonhos,

pois só assim poderá realizarseus vôos plenamente..."

 

 

 

 

Sinto-me: Diferente
Música: Danúbio azul
tags:

.Conhece-me

.Setembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Memórias Recentes

. Apaixonada...

. To an Angel...

. "Sou fã..."

. O primeiro encontro... 3

. O primeiro encontro... 2

. O primeiro encontro...

. Olá a todos... Voltei

. Som do coração

. Que saudadessssssssssssss...

. Tenho saudades...

.Memórias Passadas

. Setembro 2011

. Fevereiro 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.tags

. todas as tags

.Pesquisar neste blog

 
blogs SAPO

.subscrever feeds