Quinta-feira, 8 de Maio de 2008

Margarida...

 

 

Margarida era mulher de rua.

Tinha sido abusada por um tio quando era miúda, e perdera-se na vida.

A mãe, mulher sofrida e sem coração, tinha-a posto na rua aos 15 anos.

Abandonada, sem dinheiro, Margarida conheceu Joaquim numa noite de muito frio, num Inverno já longinquo.

- Tens fome? Queres ajuda?

Margarida a medo disse que sim. Não tinha para onde ir, nem o que comer.

Joaquim, com o seu ar bondoso, não passava de um predador. Recolhia raparigas pelas ruas na mesma situação de Margarida, dava-lhes guarida, comida e protecção, mas em pagamento, obrigava-as a prostituirem-se.

Margarida sabia o risco que corria, mas não podia ficar mais uma noite na rua, era demasiado perigoso.

A caminho da casa de Joaquim, ele parou num mercado e comprou comida, fruta, leite, pão. Tudo o que ela quis.

Foram para casa dele. Ao chegarem Joaquim disse-lhe que ela fosse tomar banho enquanto ele fazia alguma coisa para ela comer.

- Vai tomar um banho, estás com cara de quem está a precisar.

Margarida, meio a medo, não ousou recusar.

Foi até a casa de banho, fechou a porta...

- Deixa a porta aberta, podes precisar de alguma coisa. Tens toalhas e sabonete aí em cima.

Margarida tremia, tinha frio, mas o que a fazia tremer mais, era o medo. Lá no fundo sabia o que lhe ia acontecer.

Sabia de amigas a quem tinha acontecido o mesmo.

Margarida tomou banho a medo, sempre a olhar para a porta, na ância de ver entrar Joaquim, mas para sua surpresa, Joaquim não entrou.

Margarida acabou o banho, vestiu uma camisola e umas calças que Joaquim lhe tinha arranjado e saiu.

- Sentes-te melhor?

Margarida abanou que sim com a cabeça.

- Anda, vem comer, senta-te aqui, deves estar com fome.

Margarida nem pestanejou, a fome devorava-lhe as entranhas e a comida cheirava tão bem...

Margarida comia sem olhar para mais nada a não ser o prato, a comida desaparecia rápidamente.

- Estavas mesmo com fome.

Margarida voltou a acentir que sim com a cabeça.

- Podes falar comigo. O gato comeu-te a lingua?

Margarida sorriu tímidamente.

- Se quiseres, podes te ir deitar, deves estar cansada. Amanhã falamos melhor.

Margarida levantou-se e dirigiu-se ao quarto que Joaquim lhe indicara.

Havia lá 4 camas, a dela e mais 3. Mas não estava lá ninguém.

- Joaquim. Mora aqui mais alguém?

- Mora, mas amanhã já as vais conhecer, agora elas estão a trabalhar.

E assim, agarrada aos lençois, Margarida passou a sua primeira noite à guarda de Joaquim...

(continua)

Sinto-me: Criativa
Música: Miss Solidão - santos e Pecadores
Publicado por Lala às 00:37

Link do post | Dê Opinião | Adicionar aos favoritos
6 comentários:
De Joanina a 8 de Maio de 2008 às 02:33
Fico feliz de ver que continuas a escrever as tuas historias. Bj da Jo
De Lala a 8 de Maio de 2008 às 16:11
Obrigado.
Bjocas do fundo do coração.
Lala
De samueldabo a 8 de Maio de 2008 às 14:09
Lala (Carla)
Amiga.
Esta tua história fala da hipócrisia das famílias que se sentem desonradas por incidentes que as deviam incitar à procura de soluções de amor e não, o desprezo e a expulsão da vitima da irracionalidade.
Quantas vezes a questão vive no seio da própria família que recusa procurar ajuda?
Parabéns pelo recomeço e respeita as opiniões contrárias.
Um beijinho de amigo
De Lala a 8 de Maio de 2008 às 16:13
Olá Samuel.
Esta nova história vai tentar retratar, uma situação da vida real.
A queda na prostituição de uma adolescente, pelo abandono da família.
Vejamos o que me vai revelando a inspiração...

Bjocas no coração.

Lala
De NEOABJECCIONISMO a 10 de Maio de 2008 às 22:01
Olá.
Estava a ver que cedias a pressões. Não faz qualquer sentido, até porque são temas correntes nas nossas sociedades.
É preciso afrontar as consciências. E a história está bem contada.
Enquanto gostares de escrever, escreve.
De Lala a 10 de Maio de 2008 às 22:12
Olá Neo.
Estive a ponto de ceder, confesso, mas foram incentivos como o teu que me fizeram avançar.
E assim vou continuar a minha cruzada, e tentar aguentar todas a hipocrisias que me rodeiam.
Bjocas e mais uma vez, obrigada pelo apoio.

Opinar

.Conhece-me

.Meu Tempo

.Setembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Visitantes

search engine marketing company
provided by Inteliture.com
Photobucket Photobucket

.Meus Selos

:: LEVA-ME ::


:: APROVADO ::


Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

.Memórias Recentes

. Apaixonada...

. To an Angel...

. "Sou fã..."

. O primeiro encontro... 3

. O primeiro encontro... 2

. O primeiro encontro...

. Olá a todos... Voltei

. Som do coração

. Que saudadessssssssssssss...

. Tenho saudades...

.Memórias Passadas

. Setembro 2011

. Fevereiro 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.Blogs Amigos

.Eu Participo

.tags

. todas as tags

.Pesquisar neste blog

 

.Prendas Carinhosas

.Campanhas

blogs SAPO

.subscrever feeds