Quarta-feira, 7 de Maio de 2008

Angra em Chamas de Paixão... 2

A noite cai. No interior do seu esconderijo, Camila, assim se chamava ela, veste-se para seduzir.
É uma predadora da noite, sedenta de aventura e prazer.
Vestido vermelho muito curto, as pernas torneadas e benfeitas, botas pretas até aos joelhos.
Cabelos curtos, pretos como a noite, maquilhagem simples mas sensual, perfume hipnotizante.
Camila sai de casa e entra o taxi que a aguarda à porta, o condutor baba-se ao olhar para ela.
- A menina desculpe que lhe diga, mas está uma brasa.
Camila nem repara no piropo. Tem a cabeça noutro sítio.
- Onde quer que a deixe?
- Em qualquer canto, depois eu mando parar.
E continuam o caminho. Derrepente...
- Pode parar aqui.
Camila paga a bandeirada e sai. Percorre agora as ruas em busca da sua vítima.
Nos cantos escuros da cidade, os casalinhos apaixonados ronronam como gatos no cio.
Camila passa e olha, vai crescendo dentro dela um apetite cada vez maior.
Junto ao porto, um grupo de rapazes de copos na mão, conversam animadamente. 
Ao longe Camila escolhe em silêncio, qual deles vai ser o seu companheiro de noite.
- Alguém me paga um copo?
Os rapazes, susprendidos por aquela abordagem exitam.
- Então! É tudo maricas aqui?
Fábio, um rapaz forte e bem constituido sai do grupo e dirige-se a ela.
- É só o copo que queres? Ou tens mais alguma coisa em mente?
Ele tinha caido no laço. Camila, sedutora, enrosca-se nele como uma piton na sua presa.
- Isso depois vê-se...
E saem os dois abraçados em direcção ao bar.
- O que queres beber?
- Um Gin Tónico.
- É um Gin e uma cerveja.
Pegam nas bebidas e sobem à discoteca. A música  ensurdecedora não permite conversas.
Dançam numa cadencia hipnótica e viciante. Roçam os seus corpos um no outro.
Fábio, já embriagado, começa a perder a noção da compustura.
Agarra Camila, quer despi-la, nem repara que todos os olhos estam postos em cima deles.
- Aqui não. Vamos sair daqui.
E como dois animais sedentos de prazer, saem da discoteca. Passam pelos amigos, estes ainda chamam por eles, mas Camila e Fábio nem os ouvem.
Estão embriagados pelo alcool e pelos corpos um do outro.
Afastam-se até uma rua escura, Fábio, desejoso de a possuir, encosta-a à parede, levanta-lhe o vestido... e num gesto de agressão rasga-lhe as cuecas.
Camila geme de prazer, tinha conseguido o seu intento, apanhara uma presa, que nem sabia que o era.
Era esse o seu método, deixar parecer que tinha sido ela a seduzida.
Com o corpo a tremer, e o sexo duro como uma rocha, Fábio penetra-a, e em vai-vens de prazer, envolvem-se ali no meio da rua em jogos de fogo e sedução.
Sinto-me: Inspirada
Música: Run to you - Whitney Houston
Publicado por Lala às 00:30

Link do post | Dê Opinião | Adicionar aos favoritos
7 comentários:
De estreladosul a 7 de Maio de 2008 às 00:41



E depoiss no meio dakele vai e vem de paixao, aparece o policia, e vai tudo para a prisao. Que balde de agua gelada. eh eh eh
Mas esta engraçado, bem imaginado.

"Amigos são como como o vento.
às vezes perto, outras longe,
mas eternos em nossos corações"

Uma optima semana

Abraço amigo

Mario Rodrigues
De Lala a 7 de Maio de 2008 às 10:54
Olá Mário.
Obrigado pela visita.
Pois, não tinha imaginado uma cena dessas, mas ia ser interessante.
No meio do entusiasmo aparecer a polícia.
Acabava-se a festa.

Bjocas.
Lala

" A verdadeira amizade é aquela que a lembrança não apaga, a distancia não separa, a maldade não destrói."
De estreladosul a 7 de Maio de 2008 às 00:42


Depois aparece o policia, e a paixao vai de braço dado com o amor para a esquadra. eh eh eh
Bem imaginado e escrito.

"Amigos são como como o vento.
às vezes perto, outras longe,
mas eternos em nossos corações"

Uma optima semana

Abraço amigo

Mario Rodrigues
De samueldabo a 7 de Maio de 2008 às 01:38
Fogo, Carla (Lala)..
Se Angra virou paixão e há sombras nas ruas onde desfrutar da paixão, vou já para aí. É só marcar o avião.
A história atinge os desejos de emancipaçõao de uma certa mentalidade moderna. É erótica e mostra a prática actual dos engates e seduções ,já não só de homens.
Um beijo de amigo
De Lala a 7 de Maio de 2008 às 10:57
Hi! Hi! Hi!
Angra escalda pelas ruas escuras.
Nas esquinas enluaradas, os casalinhos arrulham como os pombos.
Chegou a primavera, é assim o amor e a paixão.

Bjocas no coração.
Lala
De NEOABJECCIONISMO a 7 de Maio de 2008 às 14:43
Olá.
Voltaste a excitar o que me imagino em reflexos de mim, a linguagem explicita que ofende a púdica e hipócrita gente mesquinha que nos cerca de olhos acesos e ouvidos moucos à razão.
Beijos
De Lala a 7 de Maio de 2008 às 15:30
Olá.
Pois é.
Mas também já recebi criticas de pessoas que não sabem destinguir a realidade da ficção.
Lamento que seja assim.
Não queria ofender ninguém.
Bjocas.
Lala

Opinar

.Conhece-me

.Meu Tempo

.Setembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Visitantes

search engine marketing company
provided by Inteliture.com
Photobucket Photobucket

.Meus Selos

:: LEVA-ME ::


:: APROVADO ::


Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

.Memórias Recentes

. Apaixonada...

. To an Angel...

. "Sou fã..."

. O primeiro encontro... 3

. O primeiro encontro... 2

. O primeiro encontro...

. Olá a todos... Voltei

. Som do coração

. Que saudadessssssssssssss...

. Tenho saudades...

.Memórias Passadas

. Setembro 2011

. Fevereiro 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.Blogs Amigos

.Eu Participo

.tags

. todas as tags

.Pesquisar neste blog

 

.Prendas Carinhosas

.Campanhas

blogs SAPO

.subscrever feeds