Domingo, 4 de Maio de 2008

Mais um dia...

 

 

A promessa tinha sido feita.
Eles não se voltariam a ver.
Mas o destino trai-nos quando menos esperamos.
Era vésperas de Natal...
- Amor, estava a pensar convidar o Artur, para vir passar a noite de Natal connosco. O que achas?
- Não sei...
O coração dela palpitava... Porquê aquela provação? Porque seria o destino tão cruel ao ponto de os por de novo frente a frente?
- Ele não tem ninguém, vai passar o Natal sozinho, tenho pena.
- Pois, tens razão. Coitado. Ele que venha.
Os dias foram passando, e a angústia do novo encontro perseguia-a.
Por fim o dia chegou. Ao fim da tarde, tocam à campainha, era ele.
Ela vai abrir a porta. Os olhos cruzam-se, como se nunca se tivessem separado. Os sentimentos repudiados anteriormente, voltam ao de cima.
- Feliz Natal!
- Feliz Natal para ti também, Artur.
E a noite é passada em família. Os amantes evitam-se um ao outro.
Desviam os olhares, fogem dos sentimentos.
O marido, inocente nem repara nesta fuga aprisionada dentro deles.
Ri-se, brinca-se, dizem-se piadas...
À meia-noite, hora de trocar as prendas...
Artur entrega um brinquedo a cada um dos filhos dela.
- Eu só trouxe prenda para os miúdos, desculpa, mas não pude comprar mais nada.
- Não faz mal. Nem era preciso.
Ela levanta-se e faz a distribuição das prendas. Uma para cada um dos miúdos, uma para o marido, uma para ela...
E no fim, com os olhos marejados de lágrimas, entrega ao amante a sua prenda.
- Para tomar conta de ti.
As lágrimas correm-lhe pela face, num abraço apertado, que queria ser um beijo, dizem ao ouvido:
- Feliz Natal meu amor!
Ele abre a caixa, dentro, frágil e puro, um anjo de cristal.
- Este será apartir de agora, o meu anjo da guarda.
- Então, então... Não vão chorar? Hoje é dia de alegria. É noite de Natal.
E a noite vai passando, sufocante e abafada.
Abafada pelo desejo dos dois, sufocante pela paixão que os une.
- Já é muito tarde. Vamos nos deitar.
Cada um encaminha-se para o seu quarto. Os miúdos, cansados e felizes pela noite especial, já dormem.
O marido, longe de saber o que se passava, deseja uma boa noite ao rival e vai se deitar.
- Vai andando que eu já vou. Vou só ver se está tudo bem trancado.
E aproximando-se devagar daquele amava, mas não podia possuir, beija-o apaixonadamente e diz-lhe novamente:
- Feliz Natal meu amor.
Sinto-me: Apaixonada
Música: Momento - Pedro Abrunhosa
Publicado por Lala às 22:52

Link do post | Dê Opinião | Adicionar aos favoritos
9 comentários:
De Regina a 5 de Maio de 2008 às 02:03
Olá amiga passando para desejar uma linda e abençoada semaninha pra ti.Beijos e fique com Deus.
De Lala a 5 de Maio de 2008 às 09:20
Olbrigado amiga.
Uma boa semana para ti também.
Bjocas.
Lala
De Mary a 5 de Maio de 2008 às 02:57
Amiga vim te oferecer com carinho uma lembrança para o dia das mães.
Pegue na sala de presentes.Feliz dia das mães Beijinhos
De Lala a 5 de Maio de 2008 às 09:21
Obrigada pela prenda Mary.
Irei já buscar.
Um bom dia das mães para ti também.
Uma boa semana.
Bjocas.
Lala
De samueldabo a 5 de Maio de 2008 às 08:38
Lala (Carla)
Uauh! A imaginação fértil, num feminino ousado a raiar os limites da realidade.
Esta história promete transformar-se nun diário que alegrará, por certo, as nossas manhãs ao acordar.
Bejinhos de amigo
De Lala a 5 de Maio de 2008 às 09:30
Olá amigo Samuel.
Pois é...
Achei que faltava qualquer coisa a esta minha história, por isso...
Resolvi continuar.
Ainda bem que gostaste.
Bjocas no coração.
Lala
De princess-mrt a 6 de Maio de 2008 às 19:24
akela tas um bocado trocada na epoca
agente ainda ta um bocado longe do natal
mas prontos
"agente da um desconto"
(viva ao freeport looooooooooool)

isto hj eu tou com a pika nao ligues

bjks (^-^,)
De Lala a 6 de Maio de 2008 às 20:10
Pica e de que maneira.
mas é bom te ver assim, é sinal que estás feliz e de bem com a vida.
Bjocas.
De NEOABJECCIONISMO a 7 de Maio de 2008 às 14:30
Olá ,tudo bem.
A descrição de encontros, onde os amantes se confrontam entre si e se confrontam de per si e em conjunto, com os chamados enganados ou cornudos, fazem a delicia do meu pensamento.
Imaginar a dúvida e a certeza, conluiadas em meneios de assentimento. E os que estão por dentro, fingindo angústia mas procurando-se nas sombras,nas ausências.
Enriqueces a minha mente sempre ávida de descobertas.
Um beijo

Opinar

.Conhece-me

.Meu Tempo

.Setembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Visitantes

search engine marketing company
provided by Inteliture.com
Photobucket Photobucket

.Meus Selos

:: LEVA-ME ::


:: APROVADO ::


Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket

.Memórias Recentes

. Apaixonada...

. To an Angel...

. "Sou fã..."

. O primeiro encontro... 3

. O primeiro encontro... 2

. O primeiro encontro...

. Olá a todos... Voltei

. Som do coração

. Que saudadessssssssssssss...

. Tenho saudades...

.Memórias Passadas

. Setembro 2011

. Fevereiro 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.Blogs Amigos

.Eu Participo

.tags

. todas as tags

.Pesquisar neste blog

 

.Prendas Carinhosas

.Campanhas

blogs SAPO

.subscrever feeds